Twitter
Google plus
Facebook
Vimeo
Pinterest

Fluid Edge Themes

Blog

Casa  /  Jogo Rápido   /  E-social   /  E-social: alteração prevê desburocratização e simplificação do cadastro
Alterações no E-social

E-social: alteração prevê desburocratização e simplificação do cadastro

E-social funcionará até janeiro de 2020, informação confirmada pelo secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho. Haverá substituição do sistema para outros dois: um para Trabalho e Previdência e outro para Receita Federal.

O objetivo é simplificar o cadastro de informações, desburocratizando o que existia até então. Isto pelo fato de que o E-social se trata de sistema bem complexo, o que gerou diversas dificuldades às empresas.

Desde a Medida Provisória da Liberdade Econômica, o governo federal vem reafirmando o intuito em facilitar o exercício das atividades empresariais e, nessa linha, simplificar um sistema de escrituração e unificação das informações tributárias, trabalhistas e previdenciárias é medida necessária.

E-social: diminuição das informações de cadastro está prevista para novo sistema

A expectativa é que haja redução de quase 50% das informações exigidas atualmente, visto que algumas deixarão de existir e outras se mostraram desnecessárias.

O novo sistema ainda fará diferenciação entre o usado por grandes e médias empresas e o usado por micro e pequenas empresas, trazendo ainda mais simplificação ao utilizado por estas.

Vale ressaltar que até janeiro de 2020 o E-social permanecerá em uso, devendo sofrer algumas adequações e ajustes. O governo adotará ainda uma sistemática de forma a não trazer prejuízos para empresas que investiram muito no sistema, como por exemplo, empresas de tecnologia da informação.

A expectativa é que a modificação beneficie tanto os obrigados a prestar informações quanto os responsáveis pela gestão pública.

Postar um comentário